Em uma parceria inédita da Secretaria de Cultural de São Paulo e o Ministério da Cultura, foram selecionadas 300 instituições que receberão apoio e incentivos para fomentar, produzir e difundir a cultura nas regiões em que estão instaladas. Em um evento ontem, 16 de novembro de 2009, as instituições foram reveladas. Ao longo de três anos, elas receberão R$ 54 milhões no programa, sendo que $ 36 milhões virão do Ministério e R$ 18 milhões da Secretaria.

Os dez novos Pontos de Cultura da região escolhidos no ABC são:

  • Usina Socioeducativa: Rádio-Cine-Foto-Difusão de Tecnologia, Cultura e Direitos Humanos Para Crianças e Adolescentes – Fundação Criança de São Bernardo do Campo
  • Editora Livre, Popular e Artesanal – Associação de Promoção Humana e Resgate da Cidadania, de São Bernardo do Campo
  • O Fazer Teatral como Instrumento de Reflexão – Consorte ONG de Teatro – ONG de Artistas de Teatro de São Bernardo do Campo
  • APAP ArteCidade – APAP – Associação de Pais, Alunos e Professores da Fundação das Artes de São Caetano do Sul
  • Casa das Minas de Thoya Jarina – Casa das Minas de Thoya Jarina e Shapanan, em Diadema
  • Na Batida da Reciclagem Musical – da Associação Corporação Musical Lyra de Mauá
  • Mistura e Gingada – Associação dos Moradores do Conjunto Habitacional do Jd. Santo André
  • Ponto de Cultura Raiz da Serra: O Ponto Vital de Paranapiacaba – da APM da Escola Estadual Lacerda Franco, de Santo André
  • Cultura Viva na Comunidade – Federação Municipal das Associações de Moradores de Ribeirão Pires
  • Ponto de Cultura Cidadãos Artistas Arca – Associação Ribeirãopirense de Cidadãos Artistas são as de Ribeirão Pires