Na comunidade de São Bernardo do Orkut está havendo uma discussão a respeito da greve dos professores e muita gente considera injusto o critério de promoção baseado no mérito implementado no estado de São Paulo. Como toda essa conversa é baseada completamente em achismo, resolvi escrever uma planilha onde é possível avaliar um caso limite.

Na planilha abaixo, separei os professores em cinco grupos, cada um contendo 20% do total. Os grupos também são classificados segundo a capacidade em passar no teste. Dessa maneira, o grupo A sempre vai receber a promoção quando puder, e o grupo B vai ganhar sempre que o A não puder recebê-la. O grupo E só vai receber promoção quando nenhum dos outros grupos puder recebê-la.

Calculei então a evolução dos salários usando as premissas acima.

Ano A B C D E
0 1 1 1 1 1
1 1,25 1 1 1 1
2 1,25 1,25 1 1 1
3 1,25 1,25 1,25 1 1
4 1,56 1,25 1,25 1 1
5 1,56 1,56 1,25 1 1
6 1,56 1,56 1,56 1 1
7 1,95 1,56 1,56 1 1
8 1,95 1,95 1,56 1 1
9 1,95 1,95 1,95 1 1
10 2,44 1,95 1,95 1 1
11 2,44 2,44 1,95 1 1
12 2,44 2,44 2,44 1 1
13 3,05 2,44 2,44 1 1
14 3,05 3,05 2,44 1 1
15 3,05 3,05 3,05 1 1
16 3,05 3,05 3,05 1,25 1
17 3,05 3,05 3,05 1,25 1,25
18 3,05 3,05 3,05 1,25 1,25
19 3,05 3,05 3,05 1,56 1,25
20 3,05 3,05 3,05 1,56 1,56
21 3,05 3,05 3,05 1,56 1,56
22 3,05 3,05 3,05 1,95 1,56
23 3,05 3,05 3,05 1,95 1,95
24 3,05 3,05 3,05 1,95 1,95
25 3,05 3,05 3,05 2,44 1,95
26 3,05 3,05 3,05 2,44 2,44
27 3,05 3,05 3,05 2,44 2,44
28 3,05 3,05 3,05 3,05 2,44
29 3,05 3,05 3,05 3,05 3,05

Fica evidente que após trinta anos, todo o corpo de professores no estado terá recebido a promoção até o limite máximo. Eu não considerei o efeito da aposentadoria e admissão de novos professores, mas creio que o resultado não será alterado significativamente.

Eu entendo as razões pelas quais esse mecanismo foi criado dessa maneira. Primeiro, você garante que as contas não vão estourar. Se a quantidade de professores que recebesse a promoção pudesse chegar a 100% todas as vezes, o efeito da avaliação se perderia em alguns anos. Além disso, o percentual do aumento não poderia ser de 25%.

Além disso, há o efeito de concorrência com outros professores, que tende a incentivar seu aprimoramento técnico.

Uma crítica constante é de que o aumento tem que ser dado a todos os professores. Minha opinião é de que não. Uma pessoa que tem melhores condições deve ser incentivada através de promoções e bonus. Do contrário, não há vantagem alguma em se destacar da maioria. E um dos grandes erros da educação no Brasil é colocar todas as maçãs no mesmo balaio. Separar alunos bons daqueles que têm dificuldades é humano com os dois grupos: é possível dar um tratamento melhor àqueles que precisam de reforço sem segurar aqueles que podem atingir níveis de excelência, o que seria uma maldade. Quantos gênios não perdemos no ensino fundamental e médio porque ministramos conteúdos apenas suficientes para que os alunos medíocres possam acompanhar? Esse mesmo argumento vale para os professores. Negar que há ótimos professores e péssimos professores é negar a individualidade humana. Quereremos premiar igualmente todos eles, inclusive aqueles que não alcançam as espectativas mínimas? Eu penso que não.

Tags: ,